Resumo semanal 2017, semana 38

Em primeiro lugar, uma breve desculpa pela falta de postagens. Com o verão e outros compromissos, a Mageia, infelizmente, teve menos tempo de alguns colaboradores recentemente.

Caldeirão

Uma vez que foram 8 semanas desde a última atualização, houve mudanças maciças no Caldeirão. Eu não vou discutir nenhum deles especificamente, em vez disso, aqui estão algumas das mudanças maiores recentes:

  • Updated Ruby stack
  • Update Perl stack
  • kernel 4.12.14
  • llvm 4.0.1
  • flatpak 0.9.12
  • vim 8.0.1097
  • mesa 17.2.1

Há também a atualização da base toolchain, que exige reconstruções em larga escala e provavelmente causará alguns problemas até que tudo se estabeleça.

As propostas de recursos para a Mageia 7 estão bem encaminhadas, então, se você tem algo que gostaria de ver incluído. ou tenha pensamentos sobre as idéias apresentadas, agora é a hora de moldar o que Mageia 7 se tornará.

Mageia 6

Desde o último resumo, houve inúmeras atualizações para a Mageia 6, aqui estão algumas das correções mais críticas que passaram pela QA (Controle de Qualidade):

Mageia 5

Como Mageia 6, houve muitas atualizações, novamente, aqui está uma seleção das correções mais críticas:

Comunidade

A recente campanha da Fundação Free Software Europe, Dinheiro Público, Código Público, que tem como objetivo ter código escrito com financiamento público para o setor público, liberado sob licenciamento aberto é algo que Mageia está mais do que feliz em defender. Tais objetivos que compartilham tantos dos princípios em que a Mageia foi fundada e que visam ajudar a Open Source merecem todo o suporte que podemos oferecer – mais detalhes disponíveis no blog sobre o nosso suporte.

Também houve problemas com o spam de novas contas no wiki, por isso, tivemos que restringir o acesso de gravação até encontrarmos uma solução, enquanto isso, se você quiser editar, entre em contato a lista de discussão doc-discuss.

(escrito em inglês por Donald Stewart e traduzido por macxi e Carlos Filho)

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *